Olá você do lado dai!

Sou a Luciana, mas pode chamar de Lu, 90's baby, blogueira, ilustradora, designer e artesã, viciada em pinterest, café, Harry Potter e BTS. Tem uns textos meus por ai desde 2010.

Leia Também

e agora?

faz mais de um mês que saí do meu emprego e não sei o que fazer.

no final de 2021 quando saí de férias tomei a difícil decisão de sair do emprego. era algo que estava protelando e empurrando com a barriga, já não aguentava mais a situação e ter que ir para o lugar, não que ele fosse ruim ou tóxico, não, a questão era mais interior mesmo.

precisava tomar um rumo na minha vida.

há muito tempo queria parar de trabalhar para os outros e ser autônoma, ter minha própria empresa e trabalhar com o que eu gosto e sei fazer. demorei, mas tomei a decisão. todos os trâmites começaram em janeiro, mas só saí realmente em maio, desde então estou em casa... sem saber o que fazer.

entrei num loop de culpa.

estagnei no lugar, parei no tempo e não sei para que direção seguir, sei exatamente o que quero fazer e onde chegar, mas a verdade é que me faltam forças para seguir. fico pensando diariamente que tomei a decisão cedo demais, sem me planejar direito e que nada vai dar certo, mas, ao mesmo tempo sei que se não fosse agora não teria tomado essa decisão nunca. só não sei por onde começar. entrei numa espiral de desânimo, culpando a vida diariamente por não ir para frente, mas ao mesmo tempo, não fazendo nada para mudar essa situação.

não tenho ânimo para nada, não assisto mais nada, mal escrevo por aqui, um exemplo é esse post simples que levou mais de uma semana para ficar pronto, não posto mais fotos, não desenho mais, não faço nada. venho tentando viver um dia de cada vez na esperança de que as coisas melhorem, mas confesso que anda difícil ~ risos de desespero, sei que não posso me deixar cair assim, não após ter chegado tão longe, mas a verdade é que não sei o que fazer.

já devo ter repetido isso tantas vezes.

decidi levar a vida devagar, um dia de cada vez, sem me forçar, não preciso correr contra o tempo, mas sei que não posso desabar também, então estou indo aos poucos, testando ideias novas, tentando voltar para o blog, para o instagram. só estou tentando, acho que isso é o que importa no momento, tentar. já é um começo e sei que aos poucos eu chego lá. espero ver vocês em breve com palavras mais reconfortantes, com mais inspiração e talvez menos desabafos repetitivos. não sei. mas devagar chegamos lá.

beijos, Lu.

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *